ESTRUTURA
 CURSOS DE MERGULHO
 A HISTÓRIA DO MERGULHO
 EQUIPAMENTOS
 CONTATO
  Home  Entre em contato!Verificar carrinho    
 
I DIVE GAMES
O Primeiro Dive Games, que aconteceu dia 10 de julho de 2004 na piscina olímpica da PUC-RS, foi uma competição entre mergulhadores que tinham tarefas/jogos a cumprir.

Esse evento, além de oportunizar a prática do esporte em pleno mês de julho, também é uma ótima oportunidade para os mergulhadores exercitarem suas habilidades subaquáticas, colocarem as nadadeiras de molho, competirem com outros mergulhadores, e o que é melhor: concorrerem a prêmios!!!

O Pré-requisito para participar da competição era ser mergulhador credenciado (não importa a escola e/ou credenciadora)
Este evento subaquático foi uma iniciativa da Escola de Mergulho e Loja de Equipamentos: PLANETA MERGULHO.
Teve o APOIO da Academia ROTA DO CORPO, CINETECH – Soluções em edição para cinema e vídeo, FUNDIVE – Equipamentos de Mergulho e Günther Toldos.

Foram 14 mergulhadores competindo, divididos em 7 equipes.

Nro Equipe – Participantes – Nome Equipe
1 Anderson Rodrigues e Daniel Piantá - NA-Narcosados Anônimos
2 Paulo Eduardo Gandin e Fabiano Gandin - Dark Lords
3 Fabiane Tiskievicz e Paulo Batista - Equipe Portuguesa
4 Gabriel Benezra e Cyro Casabona - Mercosul
5 Dulce Schuck e Maria Rita Tocchetto - Vai Fundo
6 Cristian Santarosa e Rodrigo Menezes - Lava**
7 Guto Cunha e Marcelo Mello - 100% Ordinários

E atenção pessoal, este I Dive Games foi internacional, já que tivemos competidores representantes do Uruguai e de Portugal.
Os mergulhadores competiram nas seguintes provas:

1ª PROVA - APNÉIA ESTÁTICA.
Os competidores, flutuando de barriga para baixo, braços estendidos no prolongamento do corpo com as mãos tocando a borda da piscina e com o rosto dentro d’água, tinham que se manter o maior tempo possível sem respirar. O vencedor desta competição, ficou 1 minuto e quarenta e seis segundos em apnéia!!

2ª PROVA - APNÉIA DINÂMICA
Utilizando máscara e nadadeiras, os participantes deviam mergulhar e iniciar a natação submersa e percorrer a maior distância possível, somente com o ar dos pulmões. O vencedor dessa prova atingiu a distância de 50mt.

3ª PROVA - NATAÇÃO EQUIPADA NA SUPERFÍCIE= 100MT
Utilizando máscara, snorkel e nadadeiras, os participantes deviam atingir a distância de 100mt no menor tempo possível. A respiração era realizada somente pelo snorkel, a cabeça era mantida na água e devia-se usar como meio propulsor somente os membros inferiores.

4ª PROVA - CORRIDA DA BOLINHA COM OBSTÁCULOS
Nessa prova os mergulhadores utilizaram máscara, nadadeiras, cilindro, regulador e colete equilibrador. O participante devia mergulhar posicionando-se de joelhos no fundo da piscina. Segurando uma bolinha de pingue-pongue com uma colher, o mergulhador devia passar por dentro de 4 arcos, mantendo a bolinha sempre presa na colher. Se a bolinha escapasse, não poderia ser recuperada com a mão, somente com a colher.
Depois de passar pelos dois primeiros arcos, o participante deveria parar em frente ao árbitro-sub (sem tocar o fundo da piscina), retirar o REGULADOR, estender o braço e recolocá-lo na boca. O participante que percorresse os 50 metros com o menor número de faltas seria o primeiro colocado.
Eram consideradas faltas a seguintes ações:
- Retirar os arcos do posicionamento;
- Tocar o fundo da piscina após o início da natação

5ª PROVA - DOAÇÃO DE AR E TROCA DE EQUIPAMENTOS
Equipamentos utilizados: máscara, nadadeiras, cilindro, regulador e colete equilibrador. A prova começava com a dupla de mergulhadores equipados, flutuando na superfície. Ao sinal do árbitro de superfície, os dois mergulhadores deveriam descer e posicionar-se de joelhos, no fundo da piscina, um de frente para o outro.
1ª ETAPA: o cilindro do mergulhador A era fechado pelo árbitro-sub, que escolhia o mergulhador aleatoriamente. O mergulhador cujo cilindro fosse fechado devia solicitar doação de ar ao seu dupla.
2ª ETAPA: mantendo a doação de ar, os mergulhadores deverão trocar suas máscaras.
3ª ETAPA: após trocarem as máscaras, ainda mantendo a doação de ar, os mergulhadores deveriam trocar os seus coletes equilibradores, juntamente com a unidade SCUBA. Depois de novamente equipados, deveriam subir e estabelecer a flutuabilidade positiva.
Após o cilindro do mergulhador A ter sido fechado, ele permanecia fechado durante toda a prova. A dupla que atingisse a superfície antes de trocar os coletes e/ou invertesse a ordem da tarefa seria desclassificada. A dupla que realizasse a tarefa com menos tempo seria a 1° colocada, a dupla com o 2° menor tempo seria a 2ª colocada e assim sucessivamente.

Todos os mergulhadores estão de parabéns pela sua participação, integração e garra no cumprimento das tarefas!
E vamos aplaudir os vencedores:
1º LUGAR : Cristian S. Santarosa e Rodrigo Menezes
2º LUGAR : Fabiano Gandin e Paulo Eduardo Gandin
3º LUGAR : Guto Cunha e Marcelo Mello


E para quem não assistiu ou não participou do I Dive Games, fique ligado na segunda edição.

A confraternização foi muito legal. Dava gente acompanhando, na maior torcida, as equipes competindo. Os mais entusiasmados gritavam e encorajavam os competidores, mesmo que eles estivessem lá no fundo da piscina.

Teve desfile de roupão com touca de natação. Cada modelito, de dar inveja a qualquer Gisele Bünchen. Os flash da máquinas fotográficas pipocavam a todo instante: tinha muita cena que não poderia deixar de ser registrada!

Tinha muita dupla discutindo estratégias para uma melhor performance. Tinha gente aquecendo, fazendo alongamento, pessoal nervoso, pessoal ansioso e gente cuca-fresca.
Misturando tudo isso com a vontade de cair na água e encarar uma disputa, dá para se ter uma idéia da energia e vibração durante esses Dive Games. E muita gente saía da água perguntando quando será a próxima competição!

O pessoal da organização procurou misturar provas que premiassem os competidores com maior capacidade aeróbica e mais bem condicionados, como também aqueles que tem maior controle de flutuabilidade e melhor técnica de mergulho.

Esse tipo de competição, ajuda o mergulhador, a manter suas habilidades em dia, bem como identificar pontos fracos que podem ser melhorados e treinados, tudo para cada vez mais ter maior segurança nos seus mergulhos.

Após o término das provas e a redução dos níveis de adrenalina, todos se dirigiram a um restaurante onde foi efetuada a entrega das medalhas e prêmios, bem como os certificados de participação!

Todo o evento foi devidamente registrado pelas câmeras da equipe da Cinetech e depois os interessados poderão adquirir o vídeo do evento.

Nossos agradecimentos à equipe de árbitros:
Árbitro de superfície: Carlinhos
Árbitros-sub: Guilherme Nonoai e Fábio Fialho.




 
 
 
 
 
Bota neoprene
 
Meia Neoprene Fundive
 
Nadadeira Seasub
 
Snorkel Aero Pro silicone