ESTRUTURA
 CURSOS DE MERGULHO
 A HISTÓRIA DO MERGULHO
 EQUIPAMENTOS
 CONTATO
  Home  Entre em contato!Verificar carrinho    
 
NOSSAS VIAGENS
Cavernas em Tulum - Parte 02 - de 13 a 20/05/2017

RELATO TULUM 2017 – PARTE 2

Em maio/2017 um grupo de mergulhadores da Planeta Mergulho teve a oportunidade de mergulhar durante uma semana nos Cenotes de Tulum, cidade do estado de Quintana Roo,no México. Estes mergulhadores viajaram para concluir o curso de Mergulho em Cavernas, onde todos os procedimentos necessários para explorar este incrível ambiente lhes foram ensinados.

Dando continuidade ao relato da nossa viagem aos cenotes mexicanos, na região de TULUM, vamos agora contar sobre cada um dos cenotes visitados: Car Wash, Gran Cenote, Chan Holl, La Calavera, Dos Pisos e Caterpillar, todos eles localizados na Península de Yucatán.

Primeiro dia de mergulho – Car Wash
Car wash fica muito próximo a Tulum e foi uma das primeiras cavernas exploradas da região. Seu nome oficial é Aktun Ha, porém anteriormente a organização do local para mergulho, os taxistas da região o usavam para lavar os seus veículos, daí o nome Car Wash. Este cenote exibe um belo e grande jardim com plantas subaquáticas, peixes e tartarugas de água doce em sua área de lago. Em alguns dias pequenos crocodilos podem ser avistados.

Segundo dia de mergulho – Gran Cenote
Este cenote fica a 4 km de Tulum na direção da Ruínas Mayas. Ele é a principal entrada do sistema de Sac Actun, que por sua vez é o segundo maior sistema de cavernas submersas do mundo com 176 km mapeados e estudados. São 130 cenotes interligados nesse sistema. Como seu nome indica ele é impressionante em tamanho e também em beleza. Suas paredes e espeleotemas são de uma cor muito clara e sua visibilidade é muito boa o ano todo.

Terceiro dia de mergulho – Chan Hol
Este cenote se localiza a 7 km de Tulum e fica no quintal da propriedade chamada “Rancho Loma Linda”, junto ao muro que separa o terreno da rodovia 307. Seu nome significa buraco pequeno, o que faz jus ao seu pequeno lago de entrada que tem cerca de 3 metros quadrados. Existem mais de 30.000 metros de caverna explorada com uma visibilidade cristalina e uma profundidade máxima de 14 metros.

Quarto dia de mergulho – La Calavera
O nome desse cenote se dá pelo fato de que sua abertura principal e suas duas aberturas secundárias formarem a imagem de uma caveira (calavera) quando visto do alto. Ele também é chamado de Temple of Doom. A água se encontra a cerca de três metros abaixo da abertura principal, que também possui uma grande escada de madeira. Os raios de sol entram através das três aberturas formando uma imagem espetacular. A cerca de 12 metros de profundidade encontramos uma haloclina, que é uma linha de água visível que separa a água doce da água salgada. Essa região, onde ocorre o encontro das águas de diferentes densidades é uma experiência visual incrível.
Quinto dia de mergulho – Cenote Dos Pisos
Este cenote recebe esse nome porque ele é na realidade formado por dos sistemas separados que ficam um em cima do outro. É sem dúvida nenhuma um dos mais decorados com espeleotemas da região. Além dos espeleotemas, neste cenote podemos nadar entre as raízes das árvores que estão logo acima dele. Isto cria um visual incrível e único na região. Os mergulhos nesse cenote são costumeiramente longos, devido a sua profundidade média de 3-4 metros.

Sexto dia de mergulho – Cenote Caterpillar
Este cenote se localiza bem no meio de uma antiga pedreira, é basicamente um buraco no meio da área onde se extraiam as pedras. Ele recebeu esse nome depois que a pedreira foi fechada devido ao fato que uma máquina da marca Caterpillar rompeu a fina camada de rocha calcária que separava os dutos subterrâneos da superfície. São 13.452 metros de túneis belamente decoradas que se ligam a outros quatro cenotes, Cenote la Bajada, Cenote Bobcat, Cenote Escamas e o Cenote Dzulo. Esse sistema é ideal para os mergulhos com a configuração sidemount, isso fica claro deste a sua entrada, que praticamente tem um metro quadrado. A profundidade máxima desta caverna é de 27 metros e uma dos mergulhos mais interessantes é na passagem “Ho Folha Lee” onde podem ser vistos dois conjuntos de ossos de ursos.

Nossos cumprimentos ao GLAUBER, RAFIC, ROGER e VIVIANE pela conclusão do curso, pelo comprometimento com o mergulho e pela performance!!!

Podemos dizer com certeza que todos que participaram desta aventura concordam em afirmar que as cavernas não são apenas “rochas calcárias molhadas”, são na realidade um maravilhoso cenário tão belo quanto qualquer recife ou naufrágio e que provocam um desejo profundo e visceral, praticamente um verdadeiro amor!

ABRAÇÃO A TODOS e até a próxima viagem de mergulhos em caverna: VEM AÍ TULUM 2018 !!!

Instrutor da Planeta Mergulho: Carlinhos (Carlos Salerno Gonçalves)

PLANETA MERGULHO
A AVENTURA COMEÇA AQUI!

Rua Barão do Amazonas 226 - loja 230 Porto Alegre - RS
www.planetamergulho.com.br
Facebook: Planeta Mergulho
Instagram: Planeta Mergulho




 
 
 

NOSSAS VIAGENS


Bota neoprene
 
Sapatilha Fundive
 
Meia Neoprene Fundive
 
Snorkel Aero Pro silicone